O Banco Mundial aprovou empréstimo de US$ 1 bilhão, cerca de R$ 5,73 bilhões no câmbio atual, para reforçar a expansão do Bolsa Família. O anúncio foi feito pela instituição financeira nesta sexta-feira (30).

Os recursos integram o Projeto de Apoio à Renda para os Pobres Afetados pela Covid-19. 

Em nota, o banco informou que o dinheiro deverá beneficiar pelo menos 1,2 milhão de novas famílias no programa, resultando em 3 milhões de pessoas a mais atendidas. Deste total, 990 mil são crianças e jovens e 7 mil, indígenas. 

Antes da pandemia, cerca de 13 milhões de famílias estavam cadastradas no projeto social.